Sua versão do navegador está desatualizado. Recomendamos que você atualize seu navegador para uma versão mais recente.

Previsão 2017

 

O ano de Saturno

 

 

 

 

 

                  A ordem em tempo de cobranças

 

 

 

Conhecido na Antiguidade Clássica por “o grande maléfico”, o planeta Saturno exerce no zodíaco as funções hoje reconhecidas de forma mais positiva como o zelador, o “capataz”, aquele que põe ordem aos caos e impõe em situações desordenadas a disciplina, a responsabilidade, a organização, controlando ambição e limitações dos povos e das nações.

 

Atuando em dois ciclos diferentes sobre a vida dos seres humanos, Saturno rege em um primeiro e mais curto desses ciclos, com duração de sete anos, o cotidiano, as necessidades imediatas das pessoas, os campos onde nos sentimos menos seguros, trazendo uma aura de super-compensação para se superar limites, desafios, tristeza e demora no desenvolvimento de nossa espécie. No segundo ciclo, de 49 anos de duração, mais longo, são regidos a ambição, as leis, a paciência e o senso de tempo.

 

Saturno é o nome romano do deus Cronus dos gregos, filho de Urano – deus do Céu – e de Gea, a Terra. Conta a mitologia helênica que Cronus foi o pai de uma segunda geração dos deuses do Olimpo, da qual sairia Zeus, o deus invencível que passou a governar o mundo dos homens.

 

Senhor do tempo, da ação e da razão, Saturno rege o signo de Capricórnio, um signo do elemento Terra que nos dá o impulso de segurança e garantia para o futuro diante da evolução e das conquistas de nossa espécie. 

 

Dessa sua atuação nos vem a característica de cobrador das atitudes, decisões, progresso e evolução com que lidamos no nosso dia a dia. É um quadro de exigências, do uso que fazemos da nossa capacidade mental, da ambição que nos move em busca do crescimento e da auto-afirmação.

 

Como principais características da ação saturnina sobre os povos, vêm os conceitos de cautela, responsabilidade, profissionalismo, perfeccionismo, senso prático, o trabalho e a economia. Mas, aí também estão o domínio, a busca pelo estatus, o egoísmo e egocentrismo, as exigências e o rigor.

 

 

Os ciclos de Saturno no Brasil

 

Para o Brasil, a aplicação dos ciclos saturninos de evolução se dão de forma evidente com os acontecimentos das últimas sete décadas, se retrocedermos no tempo, a partir da anunciada regência do planeta dos anéis em 2017, um ano que promete o aprofundamento da crise política, social e econômica que vivemos com maior intensidade nos últimos meses.

 

Voltando à década dos anos cinqüenta do século passado teremos a crise do governo Vargas e seu suicídio com o marco mais significativo na evolução do Pais no rumo de suas propostas nacionais. Daí por diante, todos os anos que têm Saturno por protagonista apontam acontecimentos ora trágicos, ora significativos na vida brasileira.

 

Foram estes os anos da regência ordenadora de Saturno:

 

  • 1954 – Ano de Saturno – Agravamento de crise de disputa pelo poder – República do Galeão – Suicídio de Getúlio Vargas.

 

  • 1961 – Ano de Saturno – Renúncia de Jânio Quadros – Tentativa de golpe militar com veto à Presidência de Jango – Implantação do Parlamentarismo.

 

  • 1968 – Ano de Saturno – O Golpe militar de 1964 se aprofunda e é baixado o Ato Institucional  nº 5 (AI-5) – a repressão e a tortura são implantadas com maior vigor – Começa a reação contra a ditadura.

 

  • 1975 – Ano de Saturno - Começa a abertura do regime militar – Assassinato de Wladimir Herzog – Crise Militar com as ações do Presidente Geisel contra Comandantes das Grandes Unidades do Exército para o fim da tortura. 

 

  • 1982 – Ano de Saturno - Começa a redemocratização com a realização de eleições diretas nos Estados e nas suas capitais. Início da abertura política. É inaugurada a Usina de Itaipu, então a maior do mundo

 

  • 1989 – Ano de Saturno – Fernando Collor de Mello é eleito presidente da República na primeira eleição direta após a redemocratização – A Constituição de 1988 começa a vigorar plenamente – Confisco da Poupança.

 

  • 1996 – Ano de Saturno – Começa o ciclo de privatizações do governo Fernando Henrique – A dívida pública é aumentada exponencialmente – O plano real se mostra efetivo no controle da hiperinflação. Massacre de Eldorado dos Carajás no Pará.

 

  • 2003 – Ano de Saturno – O torneiro mecânico Luiz Inácio Lula da Silva assume a Presidência da República em meio a forte crise econômica mundial e agravamento do endividamento externo do país e da dívida pública. Explode na Base Aeroespacial de Alcântara a Plataforma de Lançamento de veículos espaciais matando 21 cientistas brasileiros.

 

  • 2010 – Ano de Saturno – Dilma Vana Roussef é eleita a primeira mulher Presidente da República e a crise internacional se amplia ameaçando fortemente o País.

 

  • 2017 – Ano de Saturno –O Brasil vive uma crise profunda na política, nas instituições, no campo social e na economia com o risco de enfrentar sua primeira grande depressão com ruptura institucional.

 

 

A influência de Saturno na vida nacional se dá pelo ordenamento do caos institucional, econômico e de carências e demandas políticas e sociais com a repactuação da vida nacional em novo ciclo que deverá começar em 2017 quando o processo de desordem pública, crise política, depressão econômica e choque entre os poderes apontam para a proximidade de mudanças profundas no quadro de normalidade criado sob a Constituição de 1988, exatamente há 29 anos, em mais um dos efeitos ordenadores do ciclo de influência de sete anos desse planeta.  

 

■■■

 

2017

 

As previsões para o Brasil

 

 

                                               

 

            A forma mais confiável e comum de análise de previsões em astrologia está na leitura dos mapas de revolução solar e de trânsitos para o período no qual se deseja a interpretação. A revolução solar compreende a passagem do sol pelas casas do zodíaco e a regência destas pelos planetas com um quadro de influências mais objetivas. Os trânsitos mostram as formações da posição dos planetas no mesmo lapso de tempo.

             Para a análise do mapa de previsões para o Brasil por revolução solar e por trânsitos o cálculo é sempre feito levando-se em conta que o país existe, ou nasceu formalmente às 16h30 de 7 de setembro de 1822 com a Independência do Império Português proclamada pelo príncipe D. Pedro de Alcântara, nas margens do Riacho Ipiranga onde hoje é o centro urbano da cidade de São Paulo.

             Com isso, o mapa astrológico do Brasil mostra o país com o Sol em 14 graus e 34 minutos do signo de Virgem que é o nosso signo solar natal. Os dois outros aspectos mais significativos são os da posição da Lua em 6 graus e 55 minutos de Gêmeos e o Ascendente em 25 graus e 41 minutos de Aquário.

             Essas três posições são consideradas as mais importantes e significativas do nosso mapa natal como Nação. Elas nos dão algumas características bem próprias do povo brasileiro como, no caso do signo solar natal, o individualismo seletivo e crítico dos virgianos (e não virginianos que são os nativos da Virgínia nos Estados Unidos) junto a uma tendência à fixação com o detalhe das coisas, melancolia e com profundo senso humanitário.

             A Lua que rege a personalidade do brasileiro e as emoções, sua posição em Gêmeos revela a versatilidade tão característica do jeitinho brasileiro, a variedade e a novidade que se somam, em nosso temperamento que é governado pelo Ascendente em Aquário e nos faz imaginativos, individualistas, tolerante, imprevisível e temperamental.

 

A revolução solar

 

 

 

             Para o ano de 2017, nosso mapa de revolução solar apresenta alguns aspectos que consideramos de maior significação e que apontam para processos de influência mais duradoura sobre a vida do país.

 

            São eles:

 

  • O Sol na Casa 5 aponta um ano em que estaremos submetidos à costumeira auto-indulgência, a tendência para desculpar os próprios erros e defeitos numa fase em que a juventude e as crianças irão dominar o cenário nacional com a explicitação de carências desses últimos e atividade dos primeiros, num momento em que as artes, em especial o teatro; o ensino, os esportes e a especulação atingem pontos de destaque no cotidiano.

 

  • A Lua na Casa 11 é um indicativo de que nossos sonhos e esperanças como Nação devem passar por alterações notáveis, tomando muito do tempo da população e das elites dirigentes do país. É uma posição indica mudanças nos planos nacionais mais importantes. Haverá mudança também nos objetivos que buscamos como povo com o risco de equívocos e enganos por parte de grupos que se organizam com objetivos não muito claros e legítimos.

 

  • Mercúrio na Casa 5 antecipa meses nos quais a dramaticidade dos fatos concentrará a atenção da população em uma época em que prevalecerá um sentido autocrata de aplicação de normas e leis. A educação ganhará o debate das ruas com forte atenção popular neste período que acelerará mudanças nesses campos. 

 

Outras posições que se destacam no mapa de revolução solar do Brasil são:

 

  • Marte na Casa 5 dá destaque ao campo econômico com o afloramento de uma época de especulação exagerada e ousadia e comportamento temerário por parte dos agentes que movem as engrenagens desse campo da vida nacional.

 

  • Saturno na Casa 8, uma posição que atua sobre a gestão das finanças e a responsabilidade oficial sobre essa atividade, mostra que os assuntos não resolvidos do passado se tornarão agora a principal fonte de preocupações e isso envolverá finanças públicas, bancos e o papel governamental na condução dos interesses nacionais.

 

  • A regência de Júpiter, este ano posicionado na Casa 6, trará aspectos fortes de mudanças proteção no campo da saúde onde as epidemias como a dengue, a zica e outras serão melhor controladas expansão nos processo de controle. Haverá mudança que afetará fortemente as camadas mais humildes da população nesse campo.

 

  • Urano na Casa 1 mostra 2017 como um ano em que a imprevisibilidade trazida por esse planeta se manifestará de forma variada, porém normalmente ligada a acidentes e por muitos acontecimentos imprevistos.

 

■■

 

Trânsitos:

 

            Os trânsitos são as posições dos planetas no mapa anual do País. Por essas posições e o seu tempo de duração, são indicadas as influências que a passagem dos corpos celestes por determinada área exercerá nos diversos campos que constituem os rumos da vida nacional.

 

            Os aspectos formam figuras geométricas pela posição que indica a distância entre dois pontos na roda do zodíaco. Entre essas figuras que levam às suas denominações e aparecem com destaque no mapa para o Brasil em 2017 estão os chamados aspectos maiores, de forte influência, como os sextís, as quadraturas e a oposição. Eles são mais significativos e de maior influência desses trânsitos A denominação sextís vêm da distância de 60 graus entre dois corpos celestes; a quadratura se dá quando a posição de dois planetas forma ângulo de 90 graus e a oposição quando estão os corpos distantes 180 graus.

 

            Os sextís estão entre os aspectos positivos e quadratura e oposição entre pos de tendência negativa.

 

 

 

Dois aspectos negativos se sobressaem no mapa de Trânsitos do Brasil em 2017. Uma quadratura envolvendo Saturno, regente do Ano, e Mercúrio, entre maio e junho e de setembro à primeira semana de outubro. O outro, é uma oposição que ocorre entre março e julho envolvendo Netuno e o Sol.

 

No primeiro desses aspectos, a quadratura de Saturno, há um desafio acentuado envolvendo as formas e os meios que usamos para nos comunicar, a opinião pública e a juventude. Manifestações, a ação da mídia. Nessa fase a educação será outro dos campos mais afetados por esta posição.

 

Já Netuno e o Sol em oposição é um aspecto que indica as formas de reagir aos fatos e as decisões de interesse do País, aponta crises nos campos da energia, incluído a matriz fóssil do petróleo, e a produção agropecuária que passarão por fase tumultuada e confusa.

 

            No mapa figuram também com maior destaque, dois sextís, aspectos que mostram oportunidades, os caminhos abertos e que nos são oferecidos, as facilidades que encontramos para realizar nossos objetivos, enfim, as trilhas que a vida percorrerá em busca do futuro.

 

            O primeiro desses sextís ocorre de janeiro a março e de setembro em diante durante o restante do ano. Envolve Netuno e Saturno e atua diretamente sobre a sensibilidade social e política, indicando mudanças sensíveis e profundas nesses campos. Fatos significativos envolvendo o mar territorial brasileiro poderão ocorrer no bojo das discussões sobre a chamada “Amazônia Azul” no litoral do país. A saúde pública terá amplo debate em torno da universalização de atendimento e mudanças e novos planos.

 

            O outro sextil, envolvendo Saturno e o Ascendente natal do mapa do Brasil, trata de planos de longo prazo e de alterações e mudanças no processo legislativo e judicial de ordenamento legal. Haverá atuação benéfica de pessoas mais experientes para a solução de problemas e demandas nacionais. O campo das pesquisas científicas será muito beneficiado.

 

■■

 

2017 para os signos

 

 

 

ÁRIES - 21 de março a 20 de abril

 

A influência de Saturno em Áries indica um ano em que o nativo do primeiro signo será forçado pelas circunstâncias  a tomar a iniciativa nas demandas e desafios do cotidiano, agindo com paciência e autoconfiança para alcançar suas metas. Áries representa o impulso inicial de qualquer ação e Saturno, representando a lei de causa e efeito, trará de volta ao nativo as conseqüências de tudo o que fizer. Haverá em 2017 muitas oportunidades do nativo desenvolver suas habilidades e métodos em seu trabalho. As exigências do ano serão de disciplina e firmeza. Haverá forte tendência do nativo de Áries desenvolver maior egocentrismo e se auto-justificar diante de atos que tratam da sua ambição e segurança. Agir sozinho e sem tato ou diplomacia será constante neste ano. Suas ações na política serão bem valorizadas e reconhecidas. Na saúde há que se atentar á circulação sanguínea, especialmente na cabeça.

 

 

TOURO - 21 de abril a 20 de maio

 

O novo ano trará ao taurino uma permanente preocupação com segurança financeira e emocional, fatores que perturbarão bastante a paz dos filhos de Touro em todos os meses de 2017. Será uma época em que o taurino buscará a paz e a ordem nos assuntos práticos de maneira quase obsessiva, mas com a possibilidade de conter os excessos e se beneficiar desse quadro As carreiras relacionadas a valores e finanças estarão muito bem postas nos próximos meses e investimentos e empresas se tornam campo mais propícios para o taurino atuar. Os cuidados que o nativo deve tomar neste ano estarão ligados ao excessivo materialismo que não lhe permitirá desenvolver todo seu potencial. O equilíbrio nas atitudes e no ordenamento de ganhos e gastos será muito importante em um ano financeira benéfico. O campo da administração de negócios e bens alheios será o mais propício para o nativo que desejar iniciar ou mudar de carreira.

 

GÊMEOS - 21 de maio a 20 de junho

 

A regência de Saturno para os nativos de Gêmeos em 2017 mostra um ano

no qual a mente prática, disciplinada, sistemática e lógica dos filhos do terceiro signo estará dimensionando os resultados dos próximos meses. Ainda que essa posição exija muito em termos de disciplina, o geminiano terá suas idéias julgadas por sua utilidade prática e vai conseguir resultado notável, especialmente com o trabalho mental, na matemática e na execução prática de tudo que idealizar. Saturno acrescenta aos dons naturais do nativo uma grande dose de disciplina, senso prático e de justiça nas funções que vier a exercer. A convivência do nativo com as pessoas mais próximas, parentes e família, se fará de forma mais contida e fria neste novo ano. O nativo também vai se mostrar cheio de dúvidas, suspeitas e timidez na relação com as pessoas em período no qual deve aplicar toda sua capacidade de resolver problemas com flexibilidade.

 

 

CÂNCER - 21 de junho a 21 de julho

 

O campo familiar será o teatro de operações de Saturno no signo de Câncer durante o ano de 2017. Ali, o planeta dos anéis criará uma aura de dificuldades na estabilidade e na segurança da vida domésticas, trazendo algumas preocupações. Habitualmente muito sensível, o canceriano se verá levado a criar uma couraça ao redor de si o que poderá inibir a manifestação de maiores calor e afeto nas suas relações próximas. A seriedade na forma de agir com suas obrigações compromissos será o ponto alto mais positivo do ano para o nativo que poderá se dar a atividades que envolvam números e cálculos de uma forma bastante positiva. Assim, os nativos de Câncer terão um ano voltado à cooperação e às parcerias o que envolve as associações para lucros e ganhos. 2013 será o ano em que o ciclo regido por Saturno enfatiza as relações com o público. Na saúde, os cuidados devem se voltar ao sistema digestivo.  

 

LEÃO - 22 de julho a 22 de agosto

 

A ação de Saturno no signo do Sol, o sempre líder Leão, se mostra de forma intensa em 2017 quando fará os nativos buscarem a qualquer custo o reconhecimento que lhes satisfaça a necessidade de se sentirem importantes no mundo em que vivem. O exercício de qualquer atividade que o coloque em destaque e na qual possa exercer mando e liderança será muito ampliada neste ano novo quando o leonino poderá exercitar com sucesso o seu senso prático. Leão precisará agora desenvolver um conjunto de valores mais adequado para lidar com o amor, o romance, as crianças e as questões que derivam de sua auto-expressão criativa. Haverá em 2017 para os nativos do quinto signo interesses profissionais valorizados na educação, na administração de assuntos de lazer e diversão e nas especulações financeiras. Desilusões no amor e problemas com os filhos, para aqueles que os têm, não está descartado nesta fase. Na saúde sua atenção deve se voltar às costas e episódios cardiovasculares.

 

VIRGEM - 23 de agosto a 22 de setembro

 

O ano promete aos nativos do signo da deusa Ceres uma época bastante propicia para atividades relacionadas à medicina, pesquisa relacionada à saúde e ciência, além de funções que exijam manuseio de números, cálculos e valores. Nos experimentos em que se envolver, o nativo ganha destaque incomum por seu perfeccionismo, detalhismo e capacidade de tratar com minúcia de detalhes. A austeridade e a melancolia marcam o ano de Saturno para os virgianos que poderão ter episódios de depressão ou estresse com o peso de suas atribuições e responsabilidades de trabalho.  O equilíbrio emocional e comportamental do nativo de Virgem ganha contorno ainda maior durante o ano quando ele deverá se ocupar constantemente dos seus humor e ânimo para bem conviver com as pessoas. No campo da saúde, há que se ter maior atenção aos problemas digestivos.

 

LIBRA - 23 de setembro a 22 de outubro

 

Saturno trará aos filhos do signo da Balança em 2017 a clara noção de que para se conseguir alguma coisa de valor mais duradouro, ele precisará de apoio e ajuda e isso se dará com maior facilidade, especialmente após o mês de março. A noção de responsabilidade será ampliada e o libriano a cobrará de todos aqueles com que se relacionar neste novo ano. No campo profissional o nativo será beneficiado se estiver com suas atividades ligadas a contratos, leis, normais, regulamentos e tudo que disser de justiça, advocacia, contabilidade e no novo campo da mediação. Nessa área, no entanto, o nativo deve evitar sobremaneira as obrigações e compromissos mais pesados e de maior valor. No campo afetivo e pessoal o exercício da paciência será muito significativo. A consciência social e a responsabilidade para com os mais carentes o afetará de forma intensa. Na saúde os cuidados devem se voltar ao sistema ósseo.

 

ESCORPIÃO - 23 de outubro a 21 de novembro

 

Uma forte influência de Saturno para o signo do sexo e da determinação se dará em 2017 nos campos das finanças, especialmente as da família, os impostos, herança, seguro e questões relativas a propriedades alheias. Podem ocorrer conflitos e desavenças nesses campos e caberá ao nativo com maior diplomacia do que a que usa habitualmente direcionar de forma correta seus interesses. Haverá muito perfeccionismo no desempenho profissional e na lida com questões sociais do nativo neste ano. 2017 não será um ano propício para qualquer demanda judicial envolvendo os escorpianos que terão meses em que a aceitação da responsabilidade será muito exigida do nativo. Por filhos do elemento Água e com esta posição do planeta dos anéis, os escorpianos deve controlar sua sensibilidade e evitar ressentimentos e mágoas que só fazem por lhe trazer males psicológicos e até físicos.

 

SAGITÁRIO - 22 de novembro a 21 de dezembro

 

A seriedade na busca pela aplicação prática de seus princípios filosóficos de vida, seus ideais e crenças se fará presente de forma intensa para os filhos do signo do Centauro em 2017. O ano revelará também capacidade intelectual altamente desenvolvida, disciplina maior nos encargos de seu cotidiano e maior profundidade de concentração. Esses atributos agora ampliados pela ação saturnina, trarão benefícios na área da educação, do ensino e no aprendizado de qualquer matéria nova. O temor à desaprovação e a censura terão papel importante em seu ânimo em muitos momentos de uma fase em que o nativo irá se mostrar revoltado e indignado com o que considerar uma injustiça. A reputação pessoal será seu bem mais precioso neste ano. Neste ano o nativo deve evitar a todo custo a tentayiva de impor aos outros seus valores, idéias e conceitos num quadro que não propício à política.

 

CAPRICÓRNIO - 22 de dezembro a 20 de janeiro

 

Regendo a sua própria casa de morada no zodíaco, a influência de Saturno é muito mais intensa para os nativos do signo da Cabra das Montanhas a quem reserva uma época de muita realização pessoal e ampliação de seu prestígio no círculo mais próximo de relacionamentos.  Uma forte ambição de poder, de estatus e de autoridade vai permear as atitudes do nativo, especialmente no desempenho de suas obrigações e tarefas de trabalho, campo no qual deve cuidar para não incorrer em excessos. A necessidade de se destacar e realizar coisas importantes se fará presente no dia a dia do escorpiano que se mostrará bom organizador, com mente objetiva e muito senso pratico. A noção de que o sucesso só lhes chega pelo rigor e o esforço é ponto significativo para o sagitariano que terá agora mais desenvolvidas sua compaixão e espiritualidade. Haverá em 2017 um aberta necessidade de que o nativo exercite com maior freqüência o seu senso de humor.

 

 

 

AQUÁRIO - 21 de janeiro a 19 de fevereiro

 

2017 será um ano que trará para os nativos do signo do Aguadeiro boa capacidade de concentração mental, impessoalidade no trato das questões mais importantes, mente científica aplicada à prática e preocupação permanente com a verdade e imparcialidade. Tais atributos naturais do aquariano são bem dimensionados por Saturno que poderá se realizar com conquistas no campo das ciências, arquitetura e engenharia, e tudo que os permita exercitar suas habilidade com números. Senso de justiça e de responsabilidade são outros dos atributos do nativo que têm influência forte do planeta dos anéis. Não haverá muita facilidade de ampliação de seus relacionamentos neste novo ano quando o nativo espera que os outros ajam dentro de seus conceitos e valores. Frieza e insensibilidade podem cercar suas relações. Na saúde o nativo deve evitar o tempo frio e os problemas pulmonares.   

 

 

PEIXES - 20 de fevereiro a 20 de março

 

Considerada astrologicamente uma época pouco propícia ao pisciano, a influência de Saturno, no entanto, guarda condições positivas para os nativos do último signo do zodíaco no campo profissional e financeiro. Os meses de 2017 serão também de afirmação pela capacidade de compreensão emocional do nativo revelando sua humildade e vontade de se dedicar aos outros. O trabalho do pisciano só se desenvolverá a contento se feito em condições de tranquilidade e harmonia e eles se darão muito bem se atuarem sozinhos. A preocupação excessiva com problemas alheios e até mesmo com suas próprias mazelas podem levar a momentos de muito desgaste emocional trazendo conseqüências físicas como depressão, enxaqueca e outras desse tipo. O nativo se sobressairá em 2017 realizando trabalhos de bastidores sem assumir a frente daquilo a que se ligar, especialmente nos campos das atividades governamentais, universidade, entidade de assistência social e hospitalar.